h1

voltar

Outubro 29, 2011

Estar de volta é muito difícil.

 A escrita não se compadece da ausência.

 Até parece que as palavras ficaram perras, tipo máquina de escrever antiga, com teclas que ficam presas. 

Até parece que a vida ficou emperrada,

com laivos de cores fortes. O problema é cair num espaço sem côr…

h1

As escolhas de Lira

Setembro 28, 2009

luisa_gatas 528A Lira acompanhou de perto a mudança de canapé, ficou aprovado, preto no branco!

h1

Para que não haja dúvidas…

Abril 26, 2009

 DSC03257     DSC03256          DSC03258

h1

Gosto…

Janeiro 28, 2009

 

DSC01279

…de pequenas imperfeições em fotos menos 

novas, reflexos de luzes num céu revolto…

… do cheiro de um amanhecer povoado de

sonhos.

h1

E parabéns

Dezembro 14, 2008

 

… ao Tomás, pelos dez anos que festeja hoje.  Desejo-lhe que continue a ter um presente feliz e um futuro cheio de imensos momentos de felicidade.

O rapaz parece ter pontaria, leva os jogos muito a sério e acerta muitas vezes na baliza, tem uma energia imparável e um olhar que me recorda o meu pai, quando o vejo faz-me sorrir e transmite-me uma sensação de felicidade, sei lá  porquê… 

h1

Sapatinhos de quê?

Dezembro 14, 2008

Ora bem, na semana passada, diverti-me a conversar com um grupo de jovens sobre a história da princesa com sapatos de cristal. Porque seriam de cristal, algo tão duro e certamente desconfortável…e … nos pés? Interpelados sobre esta questão, ninguém chegava a consenso. Como quem não quer a coisa, recorri a duas palavras francesas, pois a língua francesa é pouco divulgada junto dos nossos jovens, e, foi jogando com a semelhança entre “vaire” e “verre” que brinquei até chegar à hipótese do cristal enquanto material plausível para sapatos de princesa. A explicação, mais ou menos plausível, é em todo caso fruto da tradição oral e sua transmissão.

Pois… Os tempos andam difíceis e já ninguém acredita em princesas e em príncipes. Vejamos, se fizermos uma espécie de “equiparação” entre os antigos representantes (reis, rainhas…príncipes… conselheiros…) e os actuais representantes políticos (ministras, presidentes,…) verificamos que na actualidade o “povo”, se manifesta (não interessa se bem ou mal). Com ou sem pontaria lançam-se ovos… ou sapatos. Já é mais do que simples transmissão ou tradição, tratam-se de lançamentos (não de livros) do que se tem à mão.  Não deixa de ser profundamente irónico e mesmo se não sou apologista de agressões, devo dizer que nos dois casos, ovos /sapatos não consegui conter o riso, mas deve ser fruto do meu sentido de humor meio doido… só me ocorre o provérbio: “quem tem telhados de vidro…

h1

a propósito…

Dezembro 9, 2008

…acabei de ler que no Sobreiro assaltaram um multibanco, fugiram com o dito cujo … e perderam-no (literalmente) durante a fuga.