h1

Conversa com pico…

Junho 5, 2008

337

Atravessar a cidade toda para falar contigo,  subir duas vezes até ao teu 4º andar, porque não deixei moedas no parquimetro, é um acontecimento pouco usual em mim nos últimos tempos, em que muitos gestos simples se tornaram difíceis.

Mas o dia foi muito melhor, com uma presença amiga, entre um prato (feito por ti, que cozinhas, eu sei!), um vinho (que gostamos de beber… ) e a troca de preocupações e sugestões.

A corrida do dia a dia não se compadece de tempo para dar continuidade a relações que nos são vitais, se assim o deixarmos acontecer. Foi bom ver-te e falar contigo, sem ser num contexto a quatro (porque aí irias perder… uma vez mais na canasta… sorry…)

Escrevo para não me esquecer de te dizer que gosto de ti, embora suspeite que não leias blogs, mas subir de novo até ao 4º andar para te dizer isto … sei que não acharás necessário😉 .

A foto foi tirada no meio de uma vegetação quase cerrada, num local de díficil acesso e alguém conhecedor (que não eu) identificou (esqueci o nome de imediato) a flor como sendo rara: tu também, bem como os amigos que têm estado por perto.

A. Gonçalves

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: